CONHECIMENTO SOBRE A INCONTINÊNCIA URINÁRIA E FISIOTERAPIA EM GESTANTES: REVISÃO DE LITERATURA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Lidiana Lopes Almeida Thiago de Souza Candido Aline de Oliveira Netto

Resumo

No período gestacional as mulheres passam por um processo fisiológico de alterações hormonais intenso, comprovável diminuição da função muscular do assoalho pélvico (AP), sendo um importante potencial para o aparecimento da incontinência urinaria (IU). Com isso, 50% das mulheres apresentam perda de urina em diferentes períodos da gestação, mesmo com essa grande porcentagem a maioria considera isso um problema normal do período gestacional. A literatura aponta a aplicação de questionários com relação ao nível conhecimento dessas gestantes sobre o que é a IU e a fisioterapia como tratamento. Frente a isso, nosso objetivo foi evidenciar a utilização de questionários que avaliam o nível de conhecimento sobre a incontinência urinária e a fisioterapia como tratamento para gestantes.  A pesquisa foi realizada em sites como Pubmed, Scielo, Lilacs e Bireme. Foram encontrados cinco artigos relevantes que evidenciaram a falta de conhecimento das gestantes. Diante dos achados necessita-se da formulação de um questionário específico, brasileiro, onde a aplicação possibilitará a implementação de intervenções para o cuidado na saúde da mulher, em especial as gestantes. 

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ALMEIDA, Lidiana Lopes; CANDIDO, Thiago de Souza; NETTO, Aline de Oliveira. CONHECIMENTO SOBRE A INCONTINÊNCIA URINÁRIA E FISIOTERAPIA EM GESTANTES: REVISÃO DE LITERATURA. Revista InterSaúde, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 48-60, apr. 2020. ISSN 2674-869X. Disponível em: <http://revista.fundacaojau.edu.br:8078/journal/index.php/revista_intersaude/article/view/123>. Acesso em: 16 may 2022.
Seção
Artigos